Para todos os fãs de The Sims. O que aconteceu?


Bom dia, boa tarde ou boa noite para quem parou para ler esse post. 


Esse é um post de desabafo, mas que também serve como um suplicio ou alerta para os fãs da franquia The Sims. Se você não joga ou não é fã, sinta-se a vontade para ler outros tópicos no Passa a Fita, mas esse em particular, quero dedicar a todos os fãs da franquia. Independente se você paga pelo jogo ou não, se você concorda com a política de vendas deles ou não, se você ao menos gosta jogo, peço que leiam até o fim. Esse post está recheado de links de notícias, mas sintam-se livres para pesquisar por outras fontes também.

O Início do declínio:


Quem acompanha as notícias e está antenado sobre certas informações, sabe do contexto desse post.
Para quem não está entendendo nada, vamos lá:
Desde o lançamento do The Sims 4, o novo carro chefe da franquia, as coisas já não andavam muito bem.
O fãs tiveram algumas (muitas) decepções, logo nas primeiras horas de jogo. Eu fiz um post aqui no Passa, logo quando o jogo foi lançado em 2014, e eu mesma estava muito otimista, mas tive que dividir o post em 2 partes pelo tanto de "poréns" que encontrei. Eu até prometi fazer uma parte 3, mas nunca rolou por motivos de: atualizações muuuito demoradas.
Para quem não lembra ou não jogou no lançamento, vos informo: Não havia piscinas, não havia fantasmas, não havia bebês (toddlers), não havia (e ainda não há) ladrões, e o jogo ainda andou 2 passos para trás para andar 1 para frente. Ou seja, o que os fãs estavam acostumados no The Sims 3, que havia sido um grandioso avanço em comparação ao The Sims 2, eles retrocederam.

Mundos abertos, mapas grandiosos, carros, bicicletas e metrôs, muitas atividades ao ar livre... enfim, REALISMO.
Mas segui muito otimista, achando que logo todos esses problemas iriam ser resolvidos e atualizados. Grandes mudanças viriam e com a chegada das expansões, tudo iria ser muito melhor que no The Sims 3....Mas não foi bem assim. O The Sims 4 TEM esse potencial, como ja foi provado em muitos pacotes pagos lançados até agora. Mas até agora não supriu muitas das nossas necessidades. Recomendo fortemente esse video do ChicoGames em comparação ao The Sims 2 com The Sims 4. Pulem a parte do CAS (que já sabemos que é uma ferramenta incrível e que "vendeu o peixe" do TS4) e vão direto para a gameplay. Percebam a diferença do que é algo feito com zelo para os jogadores, mesmo com as suas limitações.

Ok, depois de muitas atualizações o jogo melhorou. A gameplay agora é mais rica e mais divertida, mas a custo de que?
Expansões cada vez mais picotadas e com pouco conteúdo, custando quase o dobro do que custava no The Sims 3. Não temos mais mundo aberto, não temos ferramenta de edição de mundo para fazer o nosso próprio, não podemos nem mesmo editar um mundo já existente ou alterar o tamanho dos lotes. As vizinhanças são pequenas, tem muitas telas de carregamento desnecessárias e a sensação que dá, é que estamos jogando em uma caixa de areia. O jogo se tornou padrão e limitado, tudo o que um simulador de vidas não poderia ser. E o pior de tudo isso: Batendo recordes de venda! Se aproveitando do público infanto juvenil (que tem um alto poder de consumo), e do público que está tendo contado com o jogo pela primeira vez.
A empresa não está mais preocupada em agradar ao seu público antigo, mas de conquistar públicos novos, aqueles que realmente irão pagar para ter o jogo.

Porém, para criticar ou falar sobre, precisamos entender o contexto de tudo isso. Que a empresa é mercenária, disso nós já sabemos, mas por que a EA Games deixou isso acontecer com um jogo tão famoso e esperado?

Tempo É DINHEIRO:

Vamos por partes: Logo quando saiu o trailer do The Sims 4, sabíamos que tinha alguma coisa errada. A empresa nos prometeu um The Sims online, logo quando o The Sims 3 estava na reta final e anunciaram a produção de um novo jogo. Esse projeto foi chamado de "The Sims Olympus" e chegou até a vazar por aí algumas imagens e demonstrações. Porém, 2 anos depois a EA Games nos apresentou um trailer completamente diferente. Na época, segundo alguns produtores e informações reveladas, o The Sims Olympus foi abortado por não haver condições suficientes de produzi-lo na época. Era um projeto bastante ambicioso, mas que a empresa temia que tivesse o mesmo fim trágico que algumas tentativas de produções online de simulação da mesma franquia. Bem como o The sims 1 versão online e SimCity online.

 A franquia gastou 2 anos de produção em um projeto que não deu certo, gastou tempo e dinheiro para algo que deveria ser completamente reformulado, então era hora de correr atrás do prejuízo. Vale lembrar que The Sims é um jogo extremamente caro de ser produzido, esse é um dos principais motivos pelo qual não há concorrentes dele. A inteligência artificial dele é um dos fatores que encarecem a produção.

Mas e aí? A empresa correu contra o tempo para entregar o jogo prometido aos jogadores que já estavam ansiosos. E o resultado não foi satisfatório. Um jogo praticamente em Demo, e apesar de apresentar uma boa proposta e várias novidades interessantes, era extremamente enjoativo. Várias atualizações gratuitas chegaram ao jogo base desde então, e isso demorou anos para acontecer. Foi um processo lento, gradativo e desgastante, mas isso serviu apenas para tampar o buraco de algo que eles pretendiam fazer desde o começo.  Ainda assim, não atendeu as expectativas da grande parte dos fãs, devido ao grande número de limitações que ainda existia, muitas texturas mal finalizadas e por grande parte do jogo ser de conteúdo inacessível, ou "de papelão" como apelidado pelos jogadores.

A equipe de produção, que já era reduzida em comparação ao The Sims 2 e 3, reduziu ainda mais.
Em Abril desse ano, foi anunciado que a Maxis demitiu vários funcionários veteranos que trabalhavam no The Sims, o último que saiu era Daniel Hiatt, um funcionário que trabalhava na Franquia desde a criação do The Sims 1. A justificativa dada foi corte de gastos.
Nesse mesmo ano, a EA lançou The Sims Mobile, que é um jogo gratuito, semelhante aos The Sims antigos. Mas parece que não fez tanto sucesso quanto os produtores estavam esperando...

Um usuário no Reddit começou a chamar muita atenção desde então. Um suposto ex-SimGuru, começou a revelar informações sigilosas sobre a franquia, que poderia deixar a empresa de saia justa.
Em um dos comentários ele chega a citar a saída do SimGuruDaniel com a seguinte frase: 

Ele não saiu, ele foi demitido, juntamente com alguns outros produtores do The Sims 4 (até agora foi confirmado a SimGuruDrake, SimGuruJM e o SimGuruDaniel). É o início do fim para o estúdio. The Sims Mobile é um fracasso total, não há desenvolvimento em The Sims 5 e a não existe liderança criativa na equipe do jogo. Eles tentarão distribuir outros pacotes medíocres para o The Sims 4, e então eventualmente fecharem o estúdio inteiro.”

Vale lembrar que não temos provas o suficiente de que foi realmente um ex-SimGuru que fez esses comentários. Mas dado o estado atual das notícias, foi convincente o suficiente para toda a comunidade entrar em alerta.
Alguns produtores começaram a responder perguntas da comunidade ao suposto fim da franquia, e o SimGuruGrant nos garantiu que há pelomenos mais 3 anos de conteúdo para The Sims 4 a serem produzidos, o que deixou alguns jogadores aliviados.

Velhos fãs x Novos fãs:

Bem...muitos jogadores "Old Times" começaram a boicotar o jogo ou simplesmente voltaram a jogar o The Sims 3. (Também começaram a recorrer à pirataria.) Quem acompanha a franquia e já jogou as versões anteriores não está satisfeito com a versão atual. Há muitas falhas e ainda muitos buracos a serem preenchidos.

Por essas e outras, a empresa tem investido cada vez mais em publicidade e em um público novo. Uma grande prova disso foi a nomeação de celebridades muito jovens como embaixadoras do The Sims, como a Maísa Silva aqui no Brasil e a Millie Bobby Brown nos EUA. Um público bem mais jovem e que talvez não seja tão crítico com a versão atual, aceitando pagar os valores abusivos que estão cobrado em 2018. Com aumento de quase 100% dos valores cobrados nos anos anteriores pelas expansões e o dobro em coleções de objeto e pacotes de jogo. Talvez para compensar a pirataria, fazendo os novos jogadores pagarem o pato e arcarem com os custos.

Uma Luz no fim do túnel:

Finalmente, chegamos ao propósito dessa publicação!

Nesse dia 2 de Outubro, a EA Games fez uma live que prometia bastante. E só agora, a partir dessa live, recebemos a noticia de que virá uma ferramenta que os fãs pediam desde o seu lançamento em 2014.
Tá, mas o que isso significa? Devemos comemorar?

Ainda é cedo para dizer alguma coisa, mas digamos que depois do lançamento The Sims 4 Estações e com a chegada da nova Community Manager, a franquia começou a caminhar para um futuro mais promissor. Estranhamente, de uns tempos para cá, os produtores vem fazendo enquetes misteriosas e parecem estar se importando um pouco mais com o que a comunidade tem a dizer. E ainda esse mês, teremos o anuncio de um novo pacote.

E justamente agora, muitos fãs do The Sims estão NEGANDO conteúdos que poderiam vir para acrescentar na gameplay.
Como assim? Exatamente. Negando!
Postando no fórum coisas do tipo: Eu preferia que tivesse tal coisa do que tal coisa... E porque não as DUAS coisas? Sejam exigentes, sejam críticos! Se não gostaram da ideia do coleguinha, lance sugestões para aperfeiçoa-las. Nós não merecemos menos do que tivemos nas versões anteriores.
O que está acontecendo com a comunidade?

Os fãs pareciam muito entusiasmados no campo das ideias pelo Fórum Oficial Americano durante os anos anteriores. Mas agora, estão pessimistas e torcendo o nariz para novas possibilidades. Como por exemplo: A possibilidade REAL de vir carros para o The Sims 4, que já foi afirmada diversas vezes pelo SimGuruGrant que não era impossível.
E que eu mesma, com meus próprios ólhos, li várias pessoas dizendo QUE NÃO QUERIAM carros (tais como quaisquer outros veículos de interação e locomoção) para o The Sims 4.
Cheguei a ver até mesmo alguns jogadores metidos a "SimGurus" respondendo à perguntas de outros fãs, falando que era impossível esse tipo de conteúdo acontecer, mesmo os próprios produtores pedindo sugestões para tal.
Esse é só um dos exemplos das coisas bizarras que li dos próprios consumidores, tanto no fórum quanto nas lives.

A chegada de um conteúdo novo não significa que vão deixar de lançar outras coisas. TUDO o que vier para acrescentar no realismo e no dinamismo da gameplay será muito bem vindo. Tudo é questão de adequação ao seu estilo de jogo, se não gosta, não use. Estamos em 2018, jogando um The Sims que retrocedeu em muitos aspectos, abrindo mão de coisas que já tínhamos a muito tempo. Não é hora de fazer birra e torcer o nariz para um conteúdo que só irá trazer benefícios. É hora de exigir, não de negar!

Você tem uma ideia diferente? É um conteúdo legal? É possível de fazer? Posta no Fórum oficial americano, responde as enquetes que são feitas frequentemente no Fórum e no Twitter dos SimGurus, faça perguntas aos SimGurus sobre a sua ideia, contribua para o jogo crescer! Se não quer ajudar, não atrapalhe.

Na boa, gente. Isso aqui é um apelo para quem ainda se importa, nem que seja um pouco. Não é hora de perder as esperanças e agir com pessimismo, justo agora que a franquia resolveu dar um grande passo em atualizações.
Vamos ajudar a melhorar o The Sims 4. Quem sabe daqui a 3 anos, teremos um jogo muito mais empolgante e com aquilo que sonhávamos ter. Com um parâmetro muito melhor de comparação para a criação de um The Sims 5.

É isso, gente. Muito obrigada a todos os que leram até aqui. Eu sei que pode ter sido chato, cansativo, mas é importante deixa-los atualizados e dar um choque de realidade na galera.
Vocês não ganham nada discutindo em grupo fechado, se é possível ou não é possível tal conteúdo. Vocês estão perdendo tempo, dinheiro e a possibilidade de ter experiências novas e incríveis.

Gostaria também de divulgar o endereço da minha twitch: https://www.twitch.tv/snowbunny_
Estou jogando alguns jogos de RPG e de vez enquando trago uma gameplay divertida de The Sims 4.

Fiquem com tudo, meus lindos.

-Snow Bunny
Compartilhe no Google Plus

Sobre Iris Rosal

Estudante de cinema, fã de Final Fantasy e viciada em bons Rpgs. Respeito toda forma de expressão artística e me considero uma boa ouvinte. Na maioria das vezes sou quieta e introvertida, mas adoro uma boa e longa conversa com amigos queridos.
    Comentário Facebook
    Comentário google

Nossa Equipe!

Berserker Bruce Wayne Fëanor Mashiro Moritaka Snow Bunny Tsuna Letty Image and video hosting by TinyPic Harleen